Total de visualizações de página

domingo, 29 de maio de 2011

Blog: um gênero textual digital


Blog vem da abreviação de weblog: web (tecido, teia, também usado para designar o ambiente da Internet) e log (diário de bordo). É uma ferramenta do mundo virtual que permite aos usuários colocar conteúdo na rede e interagir com outros internautas. Os blogs surgiram em agosto de 1999, com a utilização do software “Blogger”. A facilidade para a edição, atualização e manutenção dos textos em rede foram, e são, os principais atributos para o sucesso e a difusão dessa chamada ferramenta de auto-expressão. Em relação ao gênero blog, percebemos que o seu plano geral (estrutura) se apresenta, de acordo com Marcuschi (2010), da seguinte forma:
a)      No cabeçalho é apresentado o nome e um resumo do tema do diário (blog);
b)      As laterais são usadas, em geral, para mostrar o perfil do dono do blog e seus contatos, e ainda, arquivos de textos e fotos já publicados, além de endereços e comentários recomendados pelo blogueiro;
c)      O texto que se apresenta vem acompanhado de assinatura, data e horário em que foi escrito. O dono do blog coloca também atalhos para que o leitor possa encontrar outros textos com o mesmo tema, ou aos quais o texto principal faça alusão (os chamados “marcadores”);
d)     Há um espaço para que o leitor do blog deixe seu comentário.

Depreendemos, no que concerne ao gênero blog, que é possível localizar todas as sequências textuais existentes nos campos de estudo da Língua Portuguesa, já que a abrangência discursiva do gênero em questão permite ao redator produzir incontáveis  e variados textos, sejam eles, predominantemente, narrativos, descritivos, argumentativos, expositivos, dialogais ou injuntivos, segundo Jean Michel Adam (2010).
No tocante à esfera discursiva, podemos classificar o blog como “um gênero emergente digital” (Marcuschi, 2010). Sendo assim, o segmento social que faz uso desse gênero como ferramenta eficaz de comunicação é, necessariamente, ligado ao acesso à Internet e, na maioria dos casos, formado por indivíduos de faixa etária entre 15 e 25 anos, já em relação ao lugar social em que a interação o texto é produzida, podemos destacar a escola, família, mídia, igreja, interação comercial, interação do cotidiano, etc. Os blogs são produzidos tanto em casa, quanto na escola, num cybercafé ou em lanhouses. Podendo ser modificado diariamente ou conforme o blogger achar melhor. É válido ressaltar que o blog, assim como outros gêneros digitais como o e-mail, não permite a existência da democratização total do discurso, pois “para que haja verdadeira democratização das ideias, não basta que elas estejam depositadas na grande rede. É necessário que circulem e entrem na ordem do discurso” (Teixeira, 2010).

2 comentários:

  1. adorei esse pouste. parabens mesmo

    ResponderExcluir
  2. Obrigado, gostei muito do post. Faço Letras também, trabalho em um laboratório de redação de uma escola particular. Hoje, os alunos produzirão um blog.

    ResponderExcluir